enquanto os anéis de Saturno se chocam e Marte dança tango no teto da órbita, eu, aqui na Terra, te observo de um jeito analítico, de piscadelas em piscadelas, que é para você não perceber que, de instantes em instantes, meu olhar apaixonado cruza com o teu desinteressado.

Quantos livros você largou na juventude simplesmente porque não estava com tempo, com o espírito e a paciência, com o clima necessário para cruzar a linha final? E eram criações ruins? Talvez não. Vai ver não era o momento certo. E quem vai dizer que, no futuro – ou um dia desses, na próxima década, sei lá – você não vai esbarrar com o clássico na prateleira de uma biblioteca pública e lembrar com carinho do dia em que tentou encarar a personagem e o enredo, porém, por vários motivos – que agora nem têm mais importância – você não o fez, não foi até o fim. Certos amores também são assim, eu acho.

Gabito Nunes

engoli você. 
vomitei estrelas. 

(relato pessoal)

Venha abrandar a dor que devora,
serenar o desespero que consome,
a roer a alma eivando de paixões insólitas,
decaindo em torvelinhos de idolatrias impuras…

Venha, e suavize a angustia que mina o entusiasmo.
Venha, com sua alma deslumbrante,
aplacar ardores agudos do sofrimento,
até restar apenas indiferença
diante desta saudade ingente que devora.

— um vendedor de flores

Bom dia.

Poeminha do Contra

Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

Mario Quintana

Nota sobre ser anti social XXVII

- Há um ninho vazio naquela árvore.

- …

- Acho tão triste ver ninhos vazios.

- …

- Talvez os passarinho tenho só saído para dar uma volta.

- …

- Mas também existe a possibilidade deles terem partido para nunca voltar.

- …

- Por que não me respondes?

- Tua vida é como aquele ninho, moça, vazia.

- Mas ainda há a possibilidade de que todos apenas tenham ido dar uma volta, mas logo irão voltar.

- Mas e a outra opção?

- …

SANTOS, Ana Carolina.

Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar, mas se o destino insistir em nos separar, danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas. Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos, profetas, sinopses, espelhos, conselhos, se dane o evangelho e todos os orixás. Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz, consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela, está no seguro, picharam no muro, mandei fazer um cartaz, serás o meu amor, serás a minha paz.

Chico Buarque. 

A fonte de minha inspiração morreu.

assim como meu amor por você.
morri no suspiro final de uma lágrima.
morri sozinho, trancado no quarto.
morri amargurado por não ter dito nada,
por não ter escrito nada,
por não ter vivido nada,
pelo sexo que não fiz,
pelo beijo que não roubei,
morri todo dia,
morri esperando você.

Vinicius Cinereo

O vazio de minh’alma clama por teu cheio.

E assim espera encontrar algo que possa preencher esse abismo profundo. 

Mar fechado.

Ontem eu te disse que às vezes eu sou triste
e o tempo muda o meu humor
e mesmo que eu lhe peça desculpas o ano inteiro
não cobre mais amor quando chegarmos em janeiro
fica mais um pouco e sustenta o meu corpo
antes mesmo d’eu cair
no mar.
e como era de esperar
eu vou me afogar
pra nunca mais ter que te ver
por aqui.

Selvagens a procura da lei.

vou invadir a tua casa e beijar a tua alma